Ontem Menina, Hoje Mulher.

Marcadores:













Mudamos. Às vezes a mudança é tão lenta que mal percebemos. Acabamos achando que tudo está como sempre foi, mas quem está de fora repara. Para nós, simplesmente certo dia fomos dormir e éramos meninas. Na manhã seguinte, acordamos mulheres.

Quando crianças, tínhamos o mundo todo na palma das nossas pequeninas mãos, a saia da mamãe e também a falsa ideia de que tudo seria assim para sempre. Exatamente assim, sem tirar nem pôr.

Essa transição menina-mulher é muito dolorosa para nós mulheres. São muitas fases carregadas de emoções que mudam completamente as nossas vidas. Temos a fase de menininhas frágeis, que brincam de boneca e se isolam dos meninos, criando um “clube da luluzinha”. Depois começamos a brincar de casinha, ter tarefas, filhos e maridos fictícios. Começamos a nos atrair levemente pelo sexo oposto. Chegamos a fase da Menarca e tudo vira de ponta cabeça. As mães explicam: você agora é uma mocinha. Alguns dias por mês nos sentimos estranhas, as vezes algumas dores aqui e ali, temos que dobrar o cuidado com a higiene pessoal e usar algo parecido com uma fralda. Adolescência. Queremos sair, conhecer pessoas. Conhecer meninos. Queremos ir ao shopping, ser reconhecidas, populares e adoradas. Começamos a nos interessar por maquilagem, roupas mais curtas e decotadas. Salto alto. Turbilhão de emoções.

Pode parecer que não, mas as mulheres carregam um grande fardo em suas costas. Mais cedo ou mais tarde, todas essas brincadeiras da infância se estendem para a vida real, reproduzindo situações semelhantes, mas que agora não são solucionadas com birra, choro ou ajuda da mamãe. São problemas verdadeiros, a busca pelo par ideal, o grande amor de nossas vidas, depois o emprego dos sonhos, a casa própria, com um quintal enorme para as crianças correrem e brincar. Por que não cachorros? É a “casinha” da vida real.

Em meio a tantas e tantas mudanças do corpo, de humor, comportamento, valores e sonhos, há nessa nova mulher um desejo enorme de crescer, fazer sucesso e sair mundo a fora, gritando aos quatro ventos: EU SOU UMA MULHER! VOU CONQUISTAR O MUNDO! Mas também há, muitas vezes escondido bem lá no fundo do baú, uma nostalgia dos tempos de criança, aquela vontade de não ter responsabilidades, de ter sempre a mamãe por perto fazendo tudo para agradar, a vida boa de comer-brincar-dormir…

Apesar de todas as conquistas, sempre teremos um pouco de medo do desconhecido. É inevitável. Isso acontece por que desde novinhas, instintivamente nos preocupamos mais com as coisas do que os meninos, e essa mudança brusca de menina para mulher significa muito. É uma possibilidade de, além de ser filha, irmã e neta, ser também namorada, esposa, mãe e avó. É deixar o mundo mais bagunçado do que já está, é envolver mais pessoas nas nossas vidas, maiores decisões e compromissos.


Por isso que eu digo: nós mulheres temos o total direito de pirar, pelo menos 5 dias por mês, na famosa TPM. Afinal, sempre deve existir uma válvula de escape, certo? Então a nossa é essa, podemos pirar como se não houvesse o amanhã. Obrigada!



---
Off: Sei que o texto ficou bem “grandinho”, mesmo por que é o meu primeiro no Papo de Mulher, mas espero que sirva para algo, seja para refletir em atitudes, relembrar um pouco a infância ou até mesmo dar umas boas risadas.

Beijos e obrigada a todos, aguardem meu próximo post na quinta-feira!

  1. Uhuuuuuuuuu... amey!
    Bem vinda, Tami.

  1. Engraçado usar isso como desculpa/justificativa da TPM! huahuahahuuhahua

    Brincadeiras a parte, ficou bem legal o post, bem escrito, da pra ir imaginando o que se passa na mente de uma menina/mulher, e chega a QUASE fazer sentido (ZUERA!).

    Meus parabéns pelo primeiro post no blog, que seja somente o primeiro de muitos!

  1. Ow tami linda, eu te aturo na tpm, me passa seu msn? :D

  1. Nem me falo. Estou com 15 anos, bem na linha da transição menina/mulher. É confuso demais.

    Belo post.
    Beijos.

  1. É exatamente assim! Agora só resta descobrir como poder voltar a ser menina que a vida será perfeita! Parabéns pelo post, Tami!
    Estou ansiosa pra ver o que vem por aí!

  1. Taaami
    começou super bem... parabéns!
    Sabe que eu vou fazer 21 anos essa semana mas ainda assim não me sinto mulher?
    hahah mas carrego sim muita responsabilidade e amadurecimento.. Engraçado como mulheres se comportam diferente dos homens, né?
    hasuahs

    beijos

  1. oiiii!
    Tami
    simplesmente mulher, vamos aproveitar o nosso mês, ficou muiiiito bom.

    silvia

  1. A-DO-REI!

    Vou ler sempre hamilga! E vou indicar tbm!!!

    xoxo

    Japa

  1. Tô naqueles dias, então tô sem inspiração para escrever, a não ser que você queira que eu me revolte e xingue loucamente....Aeuhaeuahueaheuhea
    Lerei sempre, mesmo que esteja apenas no papel, mas disso você já sabe!

    Beeeijo!
    =***

  1. É tami.. somos novatos nessa nova ideia.. que Deus nos proteja :S rsrsrs... bem vinda.. junto comigo.
    bjs

Postar um comentário

Deixe seu comentário: