30 Coisas que você deve Parar de Fazer




1. Pare de perder tempo com as pessoas erradas.

A vida é muito curta para perder tempo com pessoas que sugam a sua alegria para fora de você. Se alguém quer você em sua vida, eles vão criar espaço para você. Você não deveria ter que lutar por um lugar. Nunca, jamais insista em aparecer diante de alguém que subestima o seu valor. E lembre-se, seus verdadeiros amigos não são as pessoas que estão ao seu lado quando você está vivendo seus melhores dias, mas sim aqueles que permanecem mesmo nos piores momentos.

2. Pare de fugir dos seus problemas.

Encare-os de frente. Não, não vai ser fácil. Não há ninguém no mundo capaz de sair ileso de cada pancada que leve. Não é esperado que estejamos aptos a imediatamente resolver quaisquer problemas.  Simplesmente não somos feitos desta forma. Na verdade, somos feitos para nos irritarmos, nos entristecermos, nos machucarmos, tropeçarmos e cairmos. E é por isto ser a razão mesma de viver – encarar problemas, aprender, se adaptar, e resolvê-los ao longo do tempo. Isso é o que efetivamente nos molda na pessoa que nos tornamos.

3. Pare de mentir para si mesmo.

Você pode mentir para qualquer outra pessoa no mundo, mas você não consegue mentir para si mesmo. Nossas vidas melhoram apenas quando arriscamos encarar as oportunidades, e a primeira e mais difícil oportunidade que podemos encarar é sermos honestos conosco mesmos.


4. Pare de colocar as suas necessidades em segundo plano.

A coisa mais dolorosa é perder-se de si mesmo no processo de “amar” alguém demais, e esquecer de que você é especial, também. Sim, ajude aos outros; Mas ajude-se também. Se existe um momento para correr atrás de sua paixão e fazer algo que realmente importa para você mesmo,este momento é agora.


5. Pare de tentar ser alguém que você não é.

Um dos maiores desafios na vida é ser você mesmo em um mundo que tenta fazê-lo igual a todos os outros. Alguém sempre vai ser mais bonito, alguém sempre será mais esperto, alguém sempre será mais jovem, mas eles jamais serão você. Não mude para que os outros passem a gostar de você. Seja você mesmo e as pessoas certas vão amar quem você é de verdade.


6. Pare de se apegar ao passado.

Você não pode iniciar o próximo capítulo da sua vida se você continua relendo o anterior.


7. Pare de ter medo de cometer erros.

Fazer algo e falhar é ao menos dez vezes mais produtivo do que não fazer nada. Todo sucesso deixa uma trilha de falhas atrás de si, e cada falha é um passo rumo ao sucesso. Você acaba se arrependendo muito mais das coisas que NÃO fez, do que daquelas que fez.

8. Pare de se reprender por velhos tropeços.

Nós podemos amar a pessoa errada e chorar sobre as coisas erradas, mas não importa o quão erradas as coisas se tornem, uma coisa é certa, os enganos nos ajudam encontrar a pessoa e as coisas que são certas para nós. Todos cometemos enganos, temos tropeços e mesmo nos arrependemos das coisas em nosso passado. Mas você não é seus enganos, nem seus tropeços, e você está aqui AGORA com o poder de definir o seu dia e o seu futuro. Toda e cada coisa que aconteceu na sua vida está te preparando para um momento que ainda virá.


9. Pare de tentar comprar felicidade.

Muitas das coisas que desejamos são caras. Mas a verdade é que, as coisas que realmente nos satisfazem, são totalmente grátis – amor, risadas e trabalhar naquilo que nos apaixona.


10. Pare de procurar a felicidade exclusivamente nos outros.

Se você não está feliz com quem você é por dentro, você tampouco será feliz em um relacionamento de longo prazo com quem quer que seja. Você precisa criar estabilidade na própria vida em primeiro lugar, antes que possa compartilhá-la com mais alguém.


11. Pare de ficar ocioso.

Não pense demais ou você criará um problema que nem existia, para começar. Avalie as situações e tome ações decisivas. Você não pode mudar o que se recusa a encarar. Progredir envolve assumir riscos. Ponto! Vocẽ não pode andar até a segunda base e manter o seu pé ainda na primeira.


12. Pare de pensar que você não está pronto.

Ninguém realmente se sente 100% pronto quando uma oportunidade aparece. E isto acontece porque as mais grandiosas oportunidades na vida nos forçam a crescer além das nossas zonas de conforto, o que significa que não estaremos totalmente confortáveis, no início.


13. Pare de se envolver em relacionamentos pelas razões erradas.

Relacionamentos devem ser escolhidos com sabedoria. É melhor estar só do que em má companhia. Não há necessidade de pressa. Se alguma coisa deve ser, ela acontecerá – no seu tempo certo, com a pessoa certa e pela melhor das razões. Se apaixone quando estiver pronto, não quando estiver solitário.


14. Pare de rejeitar novas relações por que as antigas não funcionaram.

Na vida você perceberá que existe um propósito em conhecer cada pessoa que você conhece. Alguns testarão você, outros te usarão, e outros te ensinarão. Mas, o que é mais importante, alguns despertarão o que há de melhor em você.


15. Pare de tentar competir com todo mundo.

Não se preocupe com o que os outros fazem melhor do que você. Concentre-se em bater os seus próprios recordes todos os dias. O sucesso é uma batalha travada apenas entre VOCÊ e VOCÊ MESMO.


16. Pare de ter inveja dos outros.

A inveja é a arte de contar as bençãos alheias, ao invés das próprias. Se pergunte o seguinte: “O que é que eu tenho que todas as outras pessoas desejam?”


17. Pare de reclamar e sentir pena de si mesmo.

As “bolas com efeito” da vida são jogadas por um motivo – para mudar o seu caminho numa direção que se destina a você. Você pode não ver ou entender tudo no momento em que isto acontece, e pode ser difícil. Mas pense naquelas “bolas curvas” negativas que foram jogadas para você no passado. Você frequentemente perceberá que no final elas te levaram a melhores lugares, pessoas, estados de espírito, ou situações. Então sorria! Deixe todos saberem que hoje você é mais forte do que era ontém, e então você será.


18. Pare de guardar rancor.

Não viva a sua vida com ódio no coração. Você acabará machucando a si próprio muito mais do que as pessoas que você odeia. Perdoar não é dizer “o que você fez de errado comigo não tem importância”, é dizer “eu não vou permitir que o que você fez comigo seja a ruína eterna da minha felicidade”. Perdoar é a resposta… desapegue, encontre paz e liberte-se! E lembre-se, o perdão não é apenas para as outras pessoas, é para si mesmo também. E você deve perdoar-se, seguir em frente e tentar fazer melhor na próxima vez.


19. Pare de deixar os outros te rebaixarem ao nível deles.

Recuse-se em baixar os seus padrões de qualidade para acomodar aqueles que se recusam a elevar os deles.


20. Pare de perder tempo se explicando aos outros.

De toda forma, seus amigos não precisam e seus inimigos não vão acreditar. Apenas faça o que seu coração aponta como o caminho certo.


21. Pare de fazer as mesmas coisas de novo e de novo sem uma pausa.

A hora certa de respirar profundamente é quando você não tem tempo pra isso. Se você continuar insistindo no que está fazendo, você vai continuar obtendo o mesmo resultado. Às vezes, você precisa se distanciar um pouco para ver as coisas mais claramente.


22. Pare de negligenciar a beleza dos pequenos momentos.

Aproveite  as pequenas coisas, pois um dia você pode olhar para trás e descobrir que elas eram as grandes coisas. A melhor porção da sua vida será composta dos pequenos e inomináveis momentos que você passa sorrindo junto de alguém  importante pra você.


23. Pare de tentar alcançar a perfeição.

O mundo real não recompensa o perfeccionismo, ele recompensa as pessoas que conseguem fazer as coisas.


24. Pare de seguir o caminho do menor esforço.

A vida não é fácil, especialmente quando você planeja alcançar algo de valor. Não pegue o caminho mais fácil. Faça algo extraordinário.



25. Pare de agir como se tudo estivesse bem, quando não está.

É perfeitamente normal desmoronar por um breve período. Você nem sempre precisa fingir que é o mais forte, nem constantemente tentar provar que tudo está indo bem. Você tampouco deveria se preocupar com o que os outros pensam – chore se precisar – é saudável colocar suas lágrimas para fora. Quanto mais cedo você o fizer, mais cedo você estará apto a sorrir genuinamente de novo.


26. Pare de culpar os outros pelos seus próprios problemas.

A dimensão com que você conseguirá realizar seus sonhos depende da dimensão com que você assume responsabilidade pela própria vida. Quando você culpa os outros pelo que você está passando, você nega responsabilidade – você dá aos outros poder sobre aquela parte da sua vida.


27. Pare de tentar ser tudo para todos.

Alcançar isto é impossível, e tentar apenas te levará ao esgotamento. Mas fazer uma pessoa sorrir PODE mudar o mundo. Talvez não todo o mundo, mas o mundo dela. Então estreite o seu foco.


28. Pare de se preocupar demais.

A preocupação não removerá os obstáculos do amanhã, mas removerá as delícias do dia de hoje. Um modo de verificar se algo vale o esforço de super ponderar a respeito é se fazer a seguinte pergunta: “Isso importará daqui a um ano? Três anos? Cinco anos?”. Se não, então não é nada que valha o esforço de preocupar-se.


29. Pare de focar naquilo que você não quer que aconteça.

Foque naquilo que você quer que aconteça. Pensamento positivo está na dianteira de todo grande história de sucesso. Se você acordar toda manhã com o pensamento de que algo maravilhoso acontecerá na sua vida hoje, e você prestar muita atenção, você com frequência descobriá que tem razão.


30. Pare de ser ingrato.

Não importa o quão bom ou o quão ruins as coisas  estejam, acorde todo dia grato pela sua vida. Alguém em algum lugar está desesperadamente lutando pela própria vida. Ao invés de pensar naquilo que falta, tente pensar em tudo aquilo que você já tem e que quase todo mundo sente falta.


Esta é uma lista muito bela, e todos nós somos culpados em ao menos algum destes itens. A melhor coisa fazer é apenas lembrar todo dia de apreciar e refletir um pouquinho, mesmo que seja apenas alguns minutos.

FONTE:
LifeBuzz

TWERK: Emagreça se divertindo


O twerk ficou conhecido por meio de cantoras como Miley Cyrus, Rihanna e Jennifer Lopez, que apresentaram a dança durante shows e videoclipes. Originário da Jamaica, o estilo supersexy consiste, basicamente, na movimentação dos quadris.

No Brasil, a modalidade ainda é pouco difundida, mas, nos Estados Unidos, já virou até aula fitness nas academias devido ao grande clamor do público. E não é à toa. A dança oferece não só benefícios para o corpo, como trabalha e desenvolve a sensualidade.

Benefícios para o corpo

Segundo Ana Zgur, bailarina de twerk e membro do coletivo de dança Twerk Brasil, em uma aula de 40 minutos é possível queimar até 500 kcal. “A primeira diferença que a gente percebe é no abdome: ele risca na hora”, afirma. “Não tem como praticar a dança com a barriga relaxada, pois você fica agachada o tempo todo e, na maioria das vezes, na posição plié e demi-plié. Se você não tiver força abdominal, pode cair ou não executar bem o movimento”, completa.

Depois do abdome, a área mais trabalhada é a superior da coxa e o músculo femoral. “Tem que ficar agachada o tempo todo. Os músculos gritam”, brinca a bailarina.


Foco da dança é na movimentação dos quadris (Marianna Feiteiro / Bolsa de Mulher)
Foco da dança é na movimentação dos quadris (Marianna Feiteiro / Bolsa de Mulher)
Além do fortalecimento dos músculos, a dança proporciona maior consciência corporal e ainda desenvolve a sensualidade. “Ao invés de fazer uma aula de abdominal, que muita gente costuma achar chata, vale mais a pena fazer uma aula de twerk, que ainda melhora o corpo em muitos outros aspectos”, indica Ana.

Mais sexy

Sensual, dança pode ser realizada a dois (Marianna Feiteiro / Bolsa de Mulher)
Sensual, dança pode ser realizada a dois (Marianna Feiteiro / Bolsa de Mulher)

Com movimentos sensuais e ousados, a dança possui alguns traços parecidos com o funk. “A diferença é que, na dança brasileira, as pessoas movimentam o corpo inteiro, há todo um gingado. Já o passo básico do twerk é somente o movimento do quadril. Por isso o abdome fica tão dolorido, pois não se usa nenhuma outra parte do corpo para ajudar”, descreve a dançarina.

Segundo ela, todas as mulheres deveriam praticar a modalidade para se sentirem mais sensuais e seguras. “A mulher brasileira já nasce sabendo um pouquinho de twerk. Basta fazer uma aulinha para aprender melhor a técnica, conseguir se soltar mais e melhorar a sensualidade, de forma a deixá-la no limite para que não se torne vulgar”, sugere Ana.

Como dançar twerk

Ana ensina o movimento básico da dança, que pode ser realizado em casa para a obtenção de todos os benefícios:

“Afaste as pernas a cerca de 35 a 40 cm, dependendo da sua altura, e agache, formando um ângulo um pouco acima de 90º entre o joelho e a coxa. Movimente o quadril de fora para dentro e de dentro para fora”, detalha.

A partir do passo principal, são feitas variações, como a realização do mesmo movimento em quatro apoios (mãos, cotovelos, joelhos e pés), dentre outras.


Fonte: Bolsa de Mulher

Inchaço na Axila - Você pode ter Mama Acessória

Marcadores: ,
Mama Acessória, O Que É: os médicos e especialistas  costumam dizer que as mulheres, deveriam ter mamas iguais as cadelas, gatos e todos os animais mamíferos fêmeas que possuem mais de 2 mamas. Por isso ocorre da mulher gerar uma mama axilar ou como também é chamada de mama acessória.
Tratando exatamente desse assunto, a mama feminina ela é formada e composta por uma linha que vai desde as axilas até as pregas inguinais (região próxima ao umbigo). Com toda a evolução do ser humano, toda essa linha composta por glândulas mamárias com o tempo foi se atrofiando até restarem apenas um par de mamas.


seios 297x300 Mama Axilar ou Mama Acessória   O Que É, Sintomas e CirurgiaEssas mamas se desenvolvem na puberdade – período da adolescência em que a jovem está recendo mudanças hormonais – e por causa desse estimulo de hormônios as mulheres tem as mamas. Em algumas mulheres, não se sabe muito bem o porquê, mas estimasse que é causa da quantidade de hormônios, uma mama “a mais” acaba atrofiando e nascendo em um lugar diferente, que na maioria das vezes é na região da axila, por isso o nome de Mama Axilar.
Também é chamada de mama acessória, por que geralmente ela aparece na axila, mas pode ocorrer de aparecer em toda a extensão da linha embriológica, ou seja, ela pode aparecer em qualquer lugar do seio ao umbigo.
Assim as mulheres que possuem essa mama axilar ou acessória sentem desconforto. Essencialmente quando ela aparece nas axilas, às mulheres chegam a achar que é apenas excesso de gordura, mas deve ser diagnosticado pelo médico ginecologista.


regiao mamaria 223x300 Mama Axilar ou Mama Acessória   O Que É, Sintomas e CirurgiaSintomas
Existem sintomas, para poder identificar se realmente existe uma glândula mamária ali, ou se trata apenas de um excesso de gordura.
  • Geralmente costuma aparecer de apenas um lado – mas pode chegar a estar presente nos dois;
  • Dores iguais as que sentem nos seios, principalmente quando está em período de menstruação;
  • Ela cresce e diminui conforme você emagrece ou engorda;
  • Ela é dura e se pressionar com força dói mais, podendo sentir em seu núcleo uma bolinha mais dura, como a que é presente no seio;
  • Muitas vezes na gravidez ela aumenta ainda mais – por que também produz leite – e pode chegar a ter um bico, para sair o leite.



Cirurgia
Não se trata de algo muito grave, mas se caso a mulher engravidar ou engordar ela pode aumentar de tamanho, também quando recebendo uma demanda grande de hormônios. Ela pode chegar a ficar do tamanho de uma laranja, causando dores e incomodo sempre.
cirurgia para mama axilar 300x199 Mama Axilar ou Mama Acessória   O Que É, Sintomas e CirurgiaA cirurgia desta se baseia na remoção da glândula, apenas é possível tirar ela através do processo cirúrgico que denominado como excisão de mamas acessórias.
A parte do corpo onde será realizada a cirurgia é apenas sobre aonde se encontra a mama, onde apenas será feito um pequeno corte sobre ela para poder retirá-la. A cicatriz é mínina e novamente apenas sobre a região da mama.
O procedimento cirúrgico é feito com anestesia local ou geral, e o paciente pode escolher ficar acordado ou não. A duração da cirurgia é em média de 30 minutos por mama, a pessoa recebe alta dentro de 4 a 5 horas. Antes de realizar a cirurgia a pessoa deve passar por exames laboratoriais e de rotina, também com arquivo fotográfico.
O pós-operatório é à base de curativos e compresivo. A mulher não pode pegar peso, fazer movimentos comprometedores e apenas dormir de bruços durante o tempo de recuperação, que vai de 21 a 30 dias.


FONTE: InfoHoje

Em Família - A nova novela da Globo cheia de sensacionalismo

No última segunda-feira (10), uma cena de estupro coletivo foi exibida na novela “Em Família”, gerando uma onda de comentários aturdidos diante do terror que, para muitos, chegou sem aviso. Manoel Carlos, autor da nova novela, parece ter uma predileção por abordar a violência contra a mulher em seus enredos. No entanto, apesar de suas alegadas boas intenções, a mais recente personagem a experimentar a realidade da misoginia não causa otimismo a quem já debate questões como estupro e aborto.


A desconfiança que parte das ativistas feministas e de outros aliados na luta contra o machismo acontece porque, ao contrário do que Manoel Carlos defende, o caso de estupro não terá um desfecho socialmente responsável. Acontece que a mulher estuprada, Neidinha, engravidará do estupro, manterá o feto e, anos depois, precisará lidar com sua filha em busca do “pai”. Embora seja garantia da lei brasileira, mulheres que engravidaram devido a estupro encontram uma dificuldade enorme na hora de conseguir efetivar o aborto com segurança e auxílio do SUS. Há incontáveis casos em que mulheres negras e pobres são obrigadas a dar continuidade à gestação, sendo intimidadas e pressionadas por equipes de saúde e religiosos de sua comunidade.

Neidinha também é mulher negra, mais uma que é retratada de forma negativa, dentro de um contexto revoltante – e o seu estupro tem alguns pontos pelos quais devemos, no mínimo, refletir com seriedade. Um deles é a classificação indicativa da novela, pois “Em Família” foi categorizada como não recomendada para menores de 12 anos, limite que indica insinuações de sexo e alguns tipos de violência. No entanto, quando o assunto é estupro, a classificação sobe para 16 anos.


O estupro não é qualquer violência. Não é a toa que tantos filmes são amplamente reconhecidos como “muito pesados” por mostrarem cenas detalhadas de estupro. O que Neidinha sofreu na Globo foi verdadeiramente perturbador – os gritos podiam ser ouvidos de longe e suas expressões faciais causaram extremo mal estar em milhares de pessoas ao redor do país. Ainda mais triste são os diversos relatos de mulheres vítimas de estupro, que foram pegas de surpresa pelo capítulo e tiveram que lidar com uma carga pesada de estresse pós-traumático, lembranças terríveis e sofrimento emocional. Se Manoel Carlos é contrário ao aborto em casos de estupro, deveria, no mínimo, pensar no público que assiste às suas novelas. O desserviço que ele está fazendo é gritante. A realidade em nada se parece com a fantasia romantizada que pretende exibir, pois o desfecho feliz da criança gerada por um estupro, que cresce fazendo aulas de violino em um lar equilibrado, simplesmente não é fato social com estatísticas palpáveis. Mas talvez o autor se lembre de outra personagem sua, vítima de violência doméstica, interpretada por Helena Ranaldi: Raquel, da antiga novela “Mulheres Apaixonadas”, apanhou durante meses até que tomasse coragem de fazer a denúncia. Na mesma semana, as delegacias registraram um aumento de 25% no número de mulheres que procuraram as autoridades para denunciar seus agressores. Lamentavelmente, Neidinha não servirá de exemplo para que vítimas de estupro se sintam empoderadas e tenham coragem para denunciar, pelo contrário, até mesmo o direito conquistado de interromper a gravidez é negligenciado. É uma grande irresponsabilidade social não informar às mulheres a respeito de seus direitos de forma honesta.

O fato é que não podemos ignorar o poder que as novelas possuem sobre a audiência; o povo assiste, comenta, copia gírias e roupas e se inspira nessas tramas para enfrentar também os seus próprios desafios diários. Além de fazer com que uma quantidade enorme de mulheres assistam cenas inadequadas, extremamente violentas, ainda precisamos nos atentar para a perpetuação da misoginia, pois o caso de Neidinha gera também um teor agressivo de culpabilização da vítima. Pouquíssimas mulheres conseguem reunir a coragem para denunciar o estupro sofrido e solicitar o aborto – legal e gratuito – para não ter um filho indesejado. É inaceitável que tantas mulheres continuem a reviver seus traumas sem que sequer recebam algum auxílio. A naturalização da violência sexual é um problema severo que a novela “Em Família” continua a perpetuar.


FONTE: Revista Fórum